ESCOLA DO ROCK, SUCESSO NA BROADWAY, CHEGA AO BRASIL

De Tarcílio de Souza Barros

Divulgação

Escola do Rock, baseado no filme da Paramount escrito por Mike Stevens, com libreto de Julian Fellowes, músicas do conhecido compositor Sir Andrew Looyd Webeer (que compôs as trilhas sonoras de O Fantasma da ÓperaCatsJesus Superstar entre outras) contou com a direção nos Estados Unidos de Laurence Connor.

A montagem brasileira é dirigida por Mariano Detry, que elaborou um projeto cênico inédito em um musical encantador. Este projeto trouxe uma arrojada cenografia e figurinos desenvolvidos para o Brasil pela figurinista Anna Louizes de Nova York, com pinturas de tecido feitas à mão e diversas aplicações de Hotstamps, penas e lantejoulas que embelezaram mais o musical, remetendo às tradicionais escolas americanas e ao mundo do Rock.

A coreografia de Escola do Rock é assinada pelo inglês Philip Thomas, criando um ritmo elétrico. As músicas de Andrew Lloyd Webber estão reproduzidas na formação original da orquestra, como foi realizado em Londres e Nova York. No espetáculo brasileiro o regente Daniel Rocha rege uma orquestra de nove músicos. O elenco é formado por 63 atores (42 crianças e 21 adultos).

Para expor essa magnifica montagem, foi escolhido o Teatro Santander, um dos mais modernos palcos do país. Essa grandiosa produção Hit na Broadway e West End mostrou ser um espetáculo teatral emocionante cativando os espectadores.

A responsabilidade de trazer ao Brasil a Escola do Rock se deve ao Atelier de Cultura que possui uma equipe criativa de nível internacional.

Hall de entrada do Teatro Santander fervilhava de crianças, conduzidas pelos pais para assistirem na matinê dominical o suntuoso espetáculo.

Atores do porte de Arthur Borges (Dewey Finn) e Cleto Baccic (Ned Schneebly) com suas experiências e com o sucesso que obtiveram em musicais anteriores são chaves na atual representação, conduzindo o enorme elenco de atores que sustentam a verve de Escola do Rock.

Por sua vez, raramente visto nos palcos brasileiros, um meticuloso laboratório criado com as crianças resultou numa interpretação do grupo infantil que assinalam como uma das partes principais do espetáculo.

A peça teatral contou com a Cenógrafa e Figurinista Anna Louizos, Coreografia de Philip Michael Thomas, incidência de luz por Mike Robertson e demais criativos projetistas que produziram uma encenação à altura da produção realizada na Broadway. Não é espantoso que tenham atingido esse patamar, pois nosso país tem tido um grande amadurecimento na arte teatral.

Sucesso total dessa encenação se deve ao diretor Mariano Detry que procedeu a criteriosa seleção de elenco, músicos, sonorização, visagismo e milhares de itens que uma produção deste porte demanda.

Ao final do espetáculo uma enorme ovação e prolongados aplausos ao elenco, que por sua vez em alegre empatia com o público coroavam o sucesso da encenação.

Serviço:

  • Peça teatral: Escola do Rock
  • Onde: Teatro Santander (1.100 lugares)
  • Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 2041
  • Horário: 5ª e 6ª feira às 20h30 horas/ Sáb. e Dom. às 15h e 19h30
  • Quanto: De R$75 à R$310
  • Duração: 120 min. (intervalo de 20 min) – Classificação: Livre – Gênero musical
  • Até: 15/12
  • Avaliação: Excelente

dgtvmidia