Leitura: “Mate-me por Favor”, um dos grandes livros sobre a história do rock

(Foto: Divulgação)

A obra narra o nascimento do punk, desde a Factory de Andy Warhol até o Max´s Kansas City nos anos 60 e 70, chegando ao Reino Unido nos anos 80. Os autores, Legs McNeil – que cunhou o termo punk – e Gilliam McCain, apresentam a explosiva história do mais incompreendido fenômeno pop. Fluentemente, construído a partir de um coro de vozes, Mate-me, por favor é uma história oral que possui todo o ritmo narrativo e a excitação de um romance.

Em centenas de entrevistas com todos os personagens originais, incluindo Iggy Pop, Patti Smith, Dee Dee e Joey Ramone, Debbie Harry, Nico, Wayne Kramer, Danny Fields, Richard Hell e Malcolm MacLaren, penetra-se nos camarins e nos apartamentos para reviver o que começou nas entranhas de Nova York como uma pequena cena artística e se tornou um verdadeiro momento revolucionário da música.

Mate-me, por favor começa quando o CBGB’s e o Bowery eram uma legítima terra de ninguém; revive os dias de glória do Velvet Underground, Ramones, MC5, Stooges, New York Dolls, Television e Patti Smith Group e disseca a morte do punk – quando este se torna manchete de jornais e uma nova onda para retardatários.


O livro foi lançado em 2004 pela editora L&PM, com 544 páginas divididas em dois volumes.

dgtvmidia