CineSesc estreia programa de curtas da Mostra Cine África e exibe títulos novos no streaming

A série Cinema #EmCasaComSesc, realizada pelo Sesc São Paulo há mais de quatro meses e com mais de 850 mil visualizações, disponibiliza gratuitamente ao público novos filmes em streaming pela plataforma do Sesc Digital. Na próxima quinta-feira (19/11), a série estreia as obras de ficção “Charles Morto ou Vivo” e “Susie e os Baker Boys”, o programa de curtas-metragens “Quartiers Lointains – Afrofuturismo”, pelo Cine África, e o título “A Gangue Zip Zap”, para a garotada, pelo CineClubinho.

O Cine África – que traz filmes de países como Burkina Faso, Camarões, Egito, Etiópia e Nigéria – apresenta esta semana o programa de curtas-metragens “Quartiers Lointains – Afrofuturismo”. Com curadoria de Claire Diao (Burkina Faso/França) e apoio do Curta Kinoforum e do Rastro Festival, a série traz a diversidade de narrativas que surgem da África em torno do universo do Afrofuturismo. Estreiam nesta quinta-feira os curtas “E daí se as cabras morrem?”, de Sofia Alaoui, “Este foi para o mercado”, de Jim Chuchu, “Ethereality”, de Kantarama Gahigiri, “Hello, rain”, de C. J. Obasi e “Zumbis”, de Baloji .

E até o dia 22 de novembro, a plataforma de streaming Sesc Digital exibe filmes exclusivos, entre longas e curtas-metragens, do 28º Festival Mix Brasil. Para saber mais, consulte a programação do festival aqui.

PROGRAMAÇÃO Cinema #EmCasaComSesc

ESTREIAS 19/11

CHARLES MORTO OU VIVO

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é charles-morto-ou-vivo-1.jpg

(Dir.: Alain Tanner | Suíça | 92 min | 1969 | Ficção | 14 anos)

Prisioneiro do conforto e segurança herdados dos seus avós, Charles, um industrial de Genebra na casa dos 50 anos, toma consciência de sua vida ridícula como um homem supostamente realizado e, pela primeira vez, rebela-se contra tudo o que lhe condiciona, seus antepassados, sua família, seu próprio filho, e foge. Junto com um casal de boêmios que encontra num café onde busca refúgio, ele recupera sua liberdade e o gosto de viver.

SUSIE E OS BAKER BOYS

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é susie-e-os-baker-boys-4.jpg

(Dir.: Steve Kloves | EUA | 113 min | 1989 | Ficção | 14 anos)

Frank e Jack são dois irmãos de Seattle que tocam piano juntos desde a infância. Seus shows em bares estão cada vez mais perdendo público. Na tentativa de reerguer o show, decidem contratar uma cantora para participar do número deles. Após testar sem sucesso 37 candidatas, a dupla acaba encontrando Susie Diamond, uma mulher sensual, desbocada e agressiva que acaba se envolvendo com Jack e cria atritos entre os irmãos.

CINE ÁFRICA

QUARTIERS LOINTAINS – AFROFUTURISMO

A diversidade de narrativas que surgem da África em torno do universo do Afrofuturismo é trazida por este programa de curtas com curadoria de Claire Diao (Burkina Faso/França). Esta sessão tem apoio do Curta Kinoforum e do Rastro Festival.

E DAÍ SE AS CABRAS MORREM?

(Dir.: Sofia Alaoui | França, Marrocos | 23 min | 2019 | Ficção | Livre)

Abdellah, um jovem pastor que vive nas montanhas, é forçado a enfrentar a neve que o bloqueia para conseguir comida e salvar seu gado. Assim que chega à cidade, ele enfrenta um fenômeno sobrenatural.

ESTE FOI PARA O MERCADO

(Dir.: Jim Chuchu | Quênia | 4 min | 2017 | Ficção | Livre)

Uma jovem artista queniana monta um plano astuto para conquistar o cenário internacional da arte contemporânea.

ETHEREALITY

(Dir.: Kantarama Gahigiri | Suíça, Ruanda | 14 min | 2019 | Documentário | Livre)

Perdido no espaço depois de 30 anos, um astronauta volta à sua terra, mas o que há de seu depois de tanto tempo?

HELLO, RAIN

(Dir.: C. J. Obasi | Nigéria | 30 min | 2018 | Ficção | Livre)

Uma bruxa-cientista, por meio de uma combinação alquímica de juju e tecnologia, cria perucas que dão a suas amigas poderes sobrenaturais.

ZUMBIS

(Dir.: Baloji | República Democrática do Congo, Bélgica | 14 min | 2019 | Experimental | Livre)

Uma jornada entre a esperança e a distopia em uma Kinhsasa alucinante, o curta explora universos os mais diversos para questionar a relação quase carnal que temos com nossos telefones, e a obsessão de termos que estar sempre conectados.

CINECLUBINHO

A GANGUE ZIP ZAP

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é a-gangue-zip-zap.jpg

(Dir.: Oskar Santos | Espanha | 92 min | 2014 | Ficção | Livre)

Os gêmeos Zip e Zap são enviados para uma rigorosa escola de verão, onde é proibido todo o entretenimento. Para poder fazer suas travessuras eles formam um grupo, e dessa forma, desafiam o diretor. Juntos, eles acabam descobrindo um segredo dentro da escola que os leva à uma maravilhosa aventura.

28º FESTIVAL MIXBRASIL

17/11, terça-feira, a partir das 9h

Títulos “Para Onde Voam as Feiticeiras”, “Mães do Derick”, “Cinema de Amor” e “Quem Pode Jogar?” – disponíveis até o dia 22/11.

Título “Meu Nome é Bagdá” – disponível até o dia 18/11.

Título “Valentina” – disponível até o dia 19/11.

dgtvmidia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *