arte_passagem ocupa Edifício Eiffel

Sonia Andrade, vídeo-instalação pública, 2002 | detalhe da instalação no Parque Lage, Rio de Janeiro, 2004

O icônico Edifício Eiffel, projetado por Oscar Niemeyer na década de 1950, localizado no centro de São Paulo, terá sua galeria comercial tomada por exposições a partir de hoje, 26, por artistas do projeto arte_passagem. Para a primeira intervenção, que fica em cartaz até 8 de janeiro, o público poderá conferir obras inéditas de Ana Matheus Abbade,  Agrippina R. Manhattan e Sonia Andrade.

Criado pelos artistas Ilê Sartuzi, Matheus Chiaratti, Pedro Zylbersztajn e o curador João Paulo Quintella, a ocupação tem como principal objetivo democratizar o acesso à arte por meio de uma mostra pública e gratuita em um ponto central da cidade, que é também um cartão postal para os amantes da arquitetura modernista. Quem passa todos os dias pela Praça da República se surpreende com o formato inusitado do prédio, o último projetado por Niemeyer na capital paulista, que tem unidades residenciais com vista para a praça, cobogós redondos e uma galeria de lojas de acesso público. Ressignificando o espaço, o projeto endossa sua vocação ao longo de três exposições e duas performances, que acontecerão até março de 2022, com intuito de estimular a (con)vivência do edifício histórico.

O nome do projeto não vem por acaso, mas sim por um desejo de impactar o maior fluxo de olhares em um ambiente fora do eixo cultural, onde acontece a vida cotidiana, que abriga bombonieres, salões de beleza, oficinas e demais comércios. Em meio às vitrines, ironicamente reunidas em uma chamada “galeria comercial”, o espaço se torna propício para junção de arte e paisagem. “A ideia é que os projetos sejam conceitualizados e lidos em relação ao contexto onde estão inseridos, e vistos pelos transeuntes da cidade, no fluxo de suas passagens”, explica o idealizador e artista Ilê Sartuzi.

Como parte dessa primeira ativação desse espaço, a artista Fabiana Faleiros, realizará uma performance na praça em frente à vitrine no dia 11 de dezembro. Até abril de 2022, o espaço recebe outras duas intervenções artísticas que permeiam temas da contemporaneidade, como afetividade e sexualidade sob um viés político, comportamento social, lugar de fala e padrões estéticos.

Sobre o arte_passagem

O arte_passagem começou em 2018 como uma ocupação artística de uma vitrine na Galeria das Artes do centro de São Paulo, onde, periodicamente artistas eram convidados a intervir através de propostas que dialogassem com o entorno do centro da cidade. Entre 2020 e 2021, o projeto passou a realizar um programa online chamado “Alguns Dias”. A partir de novembro deste ano, o arte_passagem ocupa um novo endereço no Edifício Eiffel, ainda no centro de São Paulo, onde continuará sua programação de comissões para artistas intervirem no espaço em contato com o contexto em que está inserido.

Serviço

Primeira Intervenção, com Sonia Andrade, Ana Matheus Abbade e Agrippina R. Manhattan

Abertura: 26 de novembro, a partir das 16h.

Local: Galeria comercial do Edifício Eiffel, na Praça da República, 177 – Centro Histórico de São Paulo.

Período expositivo: de 26 de novembro a 8 de janeiro de 2022, segunda a sexta, das 9h às 18h e aos sábados, das 9h às 13h.

Entrada gratuita

dgtvmidia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *